Olá,

Imagine se você pudesse percorrer um caminho claro, preciso, objetivo, que literalmente te tornasse um fortíssimo candidato, de alto nível, com elevadas chances de aprovação no mais desejado concurso público do Brasil: o concurso de procuradores da República. E o melhor, sem a necessidade de sacrifícios sobre-humanos, isolamento de familiares e renúncia total à sua vida pessoal. Você deve estar pensando que isso é impossível, que não é tão fácil assim, que é bom demais para ser verdade. Eu te entendo. Se isso não tivesse acontecido comigo e não estivesse acontecendo com dezenas de alunos que venho acompanhando, eu pensaria exatamente como você.

No entanto, te peço para que tratemos disso apenas ao final desse texto.

Onde tudo começou...



O meu sonho de ingressar no Ministério Público Federal surgiu ainda na faculdade. Quando eu via um procurador da República em entrevistas ou atuando em suas funções diárias, ficava encantado, meus olhos brilhavam. No entanto, me via muito distante daquele sonho. O sentimento de incapacidade sempre me acometia. As dúvidas sempre me faziam refletir se, realmente, um dia conseguiria passar no concurso que é considerado um dos mais difíceis do Brasil. Sentia-me frustrado antes mesmo de tentar a minha aprovação. Com humildade, no entanto, decidi ousar. Na época em que comecei os meus estudos, ano de 2007, não existiam orientadores específicos para os estudos do concurso do Ministério Público Federal. Iniciei a jornada de forma solitária. A primeira prova que fiz foi em 2008 (24° CPR). Recém-formado, decidi conhecer, na prática, como era enfrentar uma prova do Ministério Público Federal. O medo, as incertezas, o receio da frustração logo se intensificaram, mas já havia decidido, Davi iria enfrentar Golias, eu iria fazer aquela prova. Fiz todas as provas anteriores, estudei bem meus pontos fracos e, humildemente, fiz aquela prova. Para a minha surpresa, não me saí tão mal. Reprovei apenas do Grupo I, na época, o mais difícil da prova. Comecei a acreditar um pouco mais que seria possível, no entanto, sabia que, mesmo que tivesse passado naquela primeira fase, não teria a mínima chance na segunda fase. Quis o destino me poupar de tal trauma. Nos anos seguintes, me dividi entre os estudos para diversos cargos, era um verdadeiro clínico geral, o que não recomendo, mas ainda assim, como muita dificuldade, consegui algumas aprovações, tomando posse, ainda em 2008, no concurso de Delegado de Polícia, no meu estado natal (Pernambuco).


O sonho permanecia vivo...

Os anos se passavam e aquele sonho de ingressar no MPF só aumentava, mas a grande insegurança sempre me acompanhava. Eu imaginava que, para ser aprovado no concurso de procurador da República, demandaria do candidato um toque de genialidade, algo especial, que acreditava muito ser uma inteligência extraordinária. Mesmo assim, segui! Lançaram o edital, em 2011, do 25° CPR. Seria mais uma chance de fazer a prova dos meus sonhos. Tão logo abertas as inscrições, me inscrevi e continuei os meus estudos, ainda com pouca técnica, procurando um jeito de me encontrar na forma de preparação. Aquilo me parecia verdadeiro labirinto, com apenas uma estreita saída. Segui procurando as saídas, tentando, mais uma vez, melhorar os meus pontos fracos e, realizada a prova objetiva, após a divulgação do gabarito final, dei conta de que tinha reprovado, dessa vez, no Grupo II ( o grupo mais complexo daquela específica prova). Só uma observação: em todo concurso do MPF tem um grupo mais complexo, denominado pela candidatos como “grupo da morte”. No 25º CPR foi o referido Grupo II, na época composto pelas matérias Direito Internacional Público e Privado, bem como Direitos Humanos, matérias cobradas pela primeira vez no concurso do MPF. Esse grupo foi tão difícil, que resolveram, daí por diante, trazer para o Grupo I, a matéria de Direitos Humanos e levar para o GII, as matérias de Direito Administrativo/Ambiental, Tributário e Financeiro, antes integrantes do Grupo I.

Um incrível acontecimento...



Dias depois, fui agraciado com uma das notícias mais incríveis da minha vida. Estava eu, numa sexta feira, triste, chegando do trabalho no final da tarde (na época já tinha assumido o cargo de analista da justiça federal - execução de mandados), ainda ressentido por não ter avançado para a segunda fase do concurso do MPF, por apenas uma questão, quando o meu telefone toca. Eu lembro, precisamente, onde eu estava: dentro do carro, ao acabar de estacionar na garagem da minha casa.

: Alô, Patrick, aqui é da procuradoria.
Imaginei que fosse de qualquer procuradoria menos a da República.
: Pois não!
: Houve o erro material na divulgação do gabarito definitivo do concurso de procurador da República e você está na segunda fase.

Imagine como fiquei... Agradeci a notícia e saí vibrando, tal qual um jogador de futebol que faz o gol da vitória aos 48 minutos do segundo tempo em uma final de Copa do Mundo. Fiquei bastante emocionado. Eram apenas 112 aprovados e eu estava entre eles. Foram alguns minutos de alegria mas logo vieram as preocupações: como fazer agora para estudar para a 2ª fase do concurso de procurador da República? Faltavam 20 dias para a prova. A situação era desesperadora. Estava sozinho naquela caminhada. E, aqui, vou deixar mais uma lição: se você deseja ingressar no MPF, não se isole, procure bons grupos de estudos, específicos para o concurso de procurador da República. Eu, inocentemente, achava que esses grupos mais atrapalhavam, não encontrava muita lógica em participar de algum àquela altura do campeonato. Sem muitas referências, iniciei os estudos. Estudei muito, muito e muito. Foram dias de muito esforço, de muita luta, mas após quatro longos e cansativos dias de provas, depois de ter me entregado, completamente, àquela oportunidade, não obtive a aprovação.


Não deveria ser assim...

Foi muito frustrante. Não tinha reprovado por falta de estudos. Não foi por falta de esforço ou de vontade. Eu tinha estudado muito. No calor do momento, não entendia o que tinha acontecido. A frustração era enorme. Não tinha mais o que fazer. Fiquei bastante triste, pensei em abandonar tudo. Logo em seguida, ainda desmotivado, frustrado, fiz o 26° CPR, que saiu ainda durante a fase de prova oral do 25° CPR. Mais uma vez não deu... Apesar de ter ido muito bem nos demais grupos, dessa vez, reprovei no GIII, ainda na objetiva, por duas questões.


Para mim era o fim...

Decidi abandonar os estudos. Não queria mais fazer provas, estudar, me decepcionar. Passei 2 anos longe de tudo, mas ainda muito incomodado por não ter realizado aquele sonho. Ingressar no Ministério Público Federal, apesar de me parecer um sonho impossível, não saia dos meus pensamentos.

A grande virada...



Passados 2 anos sem estudar, comecei a enxergar que o concurso para o qual o me sentia mais preparado, que tinha desenvolvido uma melhor técnica para os seus estudos, naquele tempo de reflexão, era, contraditoriamente, um dos mais difíceis do Brasil, o do Ministério Público Federal. Eu tinha absoluta certeza de que se eu fizesse novamente aquela prova daria certo. O caminho que eu trilharia estava muito claro em minha mente. Os erros tinham me ensinado bastante. Com mais calma, analisando os meus erros, comecei a enxergar, com absoluta certeza, que a minha reprovação não tinha sido por falta de capacidade ou competência, me faltou, na verdade, o mais essencial: o direcionamento adequado. Ficava cada vez mais claro para mim que não teria reprovado no GI (um dos mais específicos e que reprovei da segunda fase), caso tivesse, à época, uma orientação correta de como enfrentá-lo, mas agora já sabia como fazer. Nesses dois anos que passei sem estudar, percorria todo esse caminho, diversas vezes em meus pensamentos. Estava bem claro por onde eu iniciaria, por quais livros, textos, e em qual ordem eu os leria, tudo o que eu precisaria para o meu êxito. Iniciei, então, uma nova jornada de estudos e, um ano após o início, foi publicado o edital do 28° CPR. Imaginei, agora é a minha hora. Não tinha as condições perfeitas, meu filho, recém-nascido, demandava muita energia. As noites indormidas me deixavam mais desconcentrado, por outro lado, eu tinha certeza que, fazendo uso da técnica por mim desenvolvida, após todos os meus tropeços, iria dar certo.


O primeiro grande momento: a 1ª fase do concurso do MPF

Estava muito confiante que daria tudo certo. Tinha chegado o grande dia da primeira fase. A prova estava muito difícil. No entanto, o sentimento de satisfação era enorme. Estar ali, naquela sala, fazendo aquela prova, mais uma vez, após tudo o que já tinha passado, era motivo de muita alegria. Eu estava novamente na batalha. Realizada a prova objetiva, não deu outra. Fui aprovado, como excelente nota. Novamente, um concurso difícil. Apenas 160 conseguiram o mínimo de acertos exigido, e eu estava entre os primeiros.


Os estudos para 2ª fase do concurso...

Sabendo bem o caminho que trilharia, também, para as provas subjetivas, estudei firme para a segunda fase. Tinha certeza que agora seria diferente. Agora, iria ler os textos corretos, na ordem correta. Tudo o que eu precisava estava sob controle. Já sabia bem como estudar para aquela fase do concurso. E, acabado os 4 longos e cansativos dias de prova, saí do local com absoluta convicção de que iria passar. Não consegui conter as lágrimas, ao entrar no meu carro. Eu sabia, tinha dado certo. Divulgado o resultado, confirmou-se aquela expectativa. Estava na prova oral do MPF. Chorei muito. Foi o resultado mais emocionante que já recebi. Aquilo lavou a minha alma. Depois de tanto ter reprovado, de tanto ter colocado à prova a minha capacidade, a minha autoestima, estava na prova oral do Ministério Público Federal, precisamente a um passo do meu grande sonho.


A prova oral...

Sabia que não seria fácil, mas estava na frente do gol, com a bola bem dominada e o goleiro no chão: as chances de fazer aquele gol de placa eram muito grandes. Estudei firme para as provas orais e, novamente, a sensação de êxito me veio à tona, antes mesmo da divulgação do resultado oficial. Foi uma fase marcada por grande ansiedade. A sensação de exposição, as inseguranças, tudo isso foi muito castigaste. Mas deu certo...

A aprovação...



Ao sair o resultado final, estava selada a minha aprovação. Aos 26 de outubro de 2015, aos 31 anos, casado, pai, ordem de fatores que não idealizei, e após 10 anos de estudos para concursos, fui aprovado no 28° Concurso de Procuradores da República. Sonho e realidade se fundiram! A genialidade exigida dos candidatos de concursos de alto nível, que sempre acreditei ser uma inteligência extraordinária, foi desmistificava.

A realidade: você também pode!

Hoje, vejo que o que mais separa aqueles que irão conseguir dos que não obterão êxito é o estudo correto, técnico, baseado nos pilares adequados. Não se constrói um grande edifício sem técnica. Do mesmo modo, não se obtém uma aprovação, num disputado concurso, sem um método eficiente, eficaz, possível de ser executado com clareza. Quando olho para trás e começo a analisar tudo o que estava passando na minha vida pessoal, quando eu obtive a minha aprovação, não encontro muita lógica. Não fosse a experiência que adquiri, depois de tantas tentativas frustadas, que resultaram no modelo de preparação ora oportunizado, as chances de dar certo seriam ínfimas, mesmo que tivesse as condições ideais. Se você sabe claramente o que precisará estudar, é evidente que muita efetividade você conquistará. O tempo, bem aproveitado nessas condições, é um poderoso aliado. Conquiste o seu lugar!

O meu convite...



Se você tem o sonho de ingressar no Ministério Publico Federal, mas enfrenta dificuldades para concretizá-lo, acredito muito que posso contribuir para que você, também, mude a sua história. Tenho um caminho bem claro para te apresentar, construído ao longo da minha história, que poderá ser decisivo para o seu sucesso, o qual, desde já, te convido para trilhar comigo. Muitos sabem que já tenho um programa de acompanhamento individual. Um modelo de preparação humanizado, onde faço questão de encarar os sonhos dos alunos como se fossem meus, o qual já vem mudando a história de muitos. No entanto, duas coisas ainda me incomodam bastante. Eu não tenho tempo para atender todos os interessados em seu formato tradicional, bem como, o seu custo financeiro não é acessível a todos. Atualmente, meus alunos me pagam, mensalmente, a quantia de R$ 900,00 reais, para serem acompanhados, pessoalmente, por mim, e eu estou totalmente sem tempo para ampliar a minha turma de alunos. A turma está lotada. Mesmo aqueles que dispõem de recursos financeiros para participarem não conseguem uma vaga imediata. Essas pessoas formam uma disputada fila de espera, em média, com mais de de 120 pessoas, e aguardam o surgimento de uma das vagas para que possam participar do meu programa de acompanhamento. Fico muito feliz por representar tanto da vida de tantas pessoas. É um dos grandes sentidos que tenho encontrado em meu trabalho como professor. Por outro lado, como procurador da República, todos sabem, tenho ótimas condições de trabalho, recebo um dos melhores salários do funcionalismo público do Brasil. Eu poderia, simplesmente, continuar com o meu trabalho como orientador, ao lado das minhas gratificantes funções como procurador da República, as quais me fazem muito feliz, e seguir a vida, como o homem realizado. Mas não, isso ainda me deixaria plenamente completo. Acredito que a minha missão ainda não se esgotou. O que mais desejo, hoje, é que pessoas como você, que tenham os mesmos sonhos que eu tive e que estejam dispostas a trilhar, como muito labor, um caminho claro, seguro, tenham, também, essa oportunidade e consigam, literalmente, viver seus sonhos. Isso é magnífico.

Um novo formato de acompanhamento...



Assim, pensando em mudar a realidade de mais pessoas, e fazendo uso dos recursos tecnológicos adequados, desenvolvi um curso específico, para quem deseja se tornar procurador da República, no qual confio muito e tenho absoluta convicção em sua viabilidade. Nesse curso, indicarei o caminho preciso que trilharia, caso fosse estudar, novamente, para o prova do concurso de procurador da República.

Será verdadeiro um passo a passo...



Indicarei, semanalmente, cada página que os meus alunos precisarão ler, na ordem correta e, o melhor, sem exigir esforços extraordinários. Como muitos sabem, os estudos para o concurso de procurador da República envolvem um verdadeiro emaranhado de textos e partes de livros muito específicos. O mais difícil, sem dúvidas, é justamente descobrir e organizar esse caminho. Não é fácil. Levei 10 anos para conseguir isso sozinho. Como dito, são doutrinadores e partes de livros específicos, textos internos do próprio MPF (enunciados, orientações, notas técnicas), um verdadeiro quebra-cabeças, que te ensinarei a montar, peça por peça. Os textos, no entanto, são muito bons de serem lidos. Não são, ao contrário do que muitos pensam, truncados, quase incompreensíveis. Eu também já pensei assim e, por muito tempo, procurei nos lugares errados o que eu precisava em meus estudos. É esse o caminho que você tem que conhecer, se deseja a sua aprovação, e que quero, com muito carinho, te mostrar. Qualquer um que disponha de 2 a 3 horas de estudo disponíveis e muita vontade de se tornar procurador da República, conseguirá cumprir as tarefas semanais, que serão por mim indicadas e, ao final, com muita luta, lograrem êxito no sonhado concurso de procurador da República.

Dou a minha palavra...



Estou com o coração totalmente aberto para te ajudar. Se você fizer a sua parte dará tudo certo. Importa bem mais para mim a sua plena satisfação do que qualquer acréscimo financeiro que porventura eu possa auferir.


Mais uma grande supresa...



No intuito de fazer o melhor curso que estivesse ao meu alcance, ousei em convidar, um grande amigo que, a pouco tempo, apenas ouvia falar dele devido aos seus primorosos livros e artigos em processo penal.
Incrivelmente, deu certo!!!
Você não vai acreditar!!!
Ao meu lado, terei como grande parceiro nesse projeto, também coordenando o curso, nada mais nada menos do que Douglas Fischer, um dos membros mais fantásticos do Ministério Publico Federal que já conheci. O tamanho da sua competência é milimetricamente proporcional à magnitude de sua humildade. Douglas Fischer tem uma vasta experiência em concursos públicos. Como todos sabem, integrou, com muita competência e integridade, duas vezes, a banca do concurso para procuradores da República, como examinador de Processo Penal. Honrosamente, devido ao meu convite, também decidiu que irá dedicar um pouco do seu precioso tempo em prol dos estudantes que desejam conquiste um cargo público.
Juntos, iremos, cuidadosamente, selecionar os mais indicados membros do Ministério Publico Federal, especialistas em suas respectivas áreas, a fim de que, todo o material do nosso curso seja genuíno e de alto nível.
Não tenha dúvidas, esse curso será fantástico!!!

Coordenadores



Avatar-Patrick-Nilo-DSC07712

Currículo Patrick Nilo

Especialista e Penal e Processo Penal pela Escola da Magistratura de Pernambuco. Procurador da República desde de 2016. Aprovado, em diversos concursos, entre os quais, para Delegado de Polícia Civil. Analista (execução de mandados) TRF5ª Região.Procuradorias Estaduais de Alagoas e Pernambuco.
Avatar-Douglas-Fischer-Whatsapp

Currículo Douglas Fischer

Mestre em Instituições de Direito e do Estado pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (2006). Membro do Ministério Público Federal desde 1996, exerceu as atribuições de Coordenador Criminal e de Procurador-Chefe da Procuradoria da República no RS nos anos de 2002 e 2003.
> VER MAIS

Formato do curso

  • Roteiros de estudo, distribuídos em forma de metas semanais de leitura (doutrina, legislação e jurisprudência);
  • Fornecimento de materiais (resumos) em PDF, semanalmente (primarei pela total qualidade dos materiais do curso);
  • Ciclo de revisões;
  • Simulados mensais, com correção minuciosa e individualizada, sobre os temas estudados (5 questões objetivas de cada matéria e uma questão subjetiva de qualquer das matérias, sobre os temas já estudados, nos moldes em que são cobradas no concurso do MPF).
  • O Curso terá duração de 12 meses e será composto por 4 módulos de matérias (GI a GIV), cada um com duração de 3 meses - obs: o aluno terá acesso a todos os serviços do curso por até 16 meses, a partir da entrega da primeira meta semanal.
  • Indicação de textos, bibliografia e leituras complementares.
  • Indicação de jurisprudência, notas técnicas, enunciados do MPF.
  • Dúvidas sobre execução do planejamento serão respondidas por e-mail (as dúvidas poderão ser enviadas por e-mail e, no prazo máximo de 48 horas, serão respondidas, individualmente).

Bônus I

Grupo VIP WhatsApp para debates em geral entre os alunos e comigo (esses grupos são muito importantes)

Bônus II

Grupo VIP Telegram (dicas em geral e as dúvidas mais relevantes serão respondidas e disponibilizadas em vídeos no grupo Telegram

Bônus III

Todo aquele que participar do curso, ao obter a aprovação na próxima prova objetiva do concurso do MPF, contará, sem quaisquer custos, com o total acompanhamento nas fases seguintes do certame (discursivas e oral).

Bônus IV

Para aqueles que desejam prestar, também, concursos da magistratura federal (o que é fortemente recomendado), irei disponibilizar um plano de adaptação, a fim de que esse intento seja totalmente possível. 80% do conteúdo a ser estudado, em ambos os concursos, é exatamente igual. Porém, quem estuda para o MPF e faz essa adaptação, tenha certeza, estará na frente nas segundas fases, devido ao estudo mais profundo em matérias estratégicas (Constitucional, Humanos e Internacional).

Módulos do curso

  • Módulo IConstitucional e Metodologia, Direitos Humanos Direito Eleitoral

    - Teoria, História e Métodos de Trabalho - Daniel Sarmento
    - Curso de Direito Humanos e Processo Internacional de Direitos Humanos (André de Carvalho Ramos)
    - Processo Internacional dos Direitos Humanos (André de Carvalho Ramos)
    - Direito Eleitoral - José Jairo Gomes.
  • Módulo IIDireito Administrativo / Ambiental, Direito Internacional Público e Privado, Direito Tributário e Financeiro

    - Direito Administrativo - Manual de Direito Direito Administrativo - Matheus Carvalho
    - Direito Ambiental - Sinopse - Juspodivm Frederico Amado
    - Direito Tributário Esquematizado - Ricardo Alexandre.
    - Direito Internacional Público e Privado - Paulo Henrique Gonçalves Portela.
  • Módulo IIIDireito Econômico, Direito do Consumidor, Direito Civil e Direito Processual Civil

    - Manual de Direito Civil - Flávio Tartuce.
    - Manual de Direito Processual Civil - Daniel Amorim Assunpção Neves.
    - Lições de Direito Econômico - Leornado Vizeu Figueiredo.
    - Consumidor - Leis especiais - Juspodivm - Leonardo Garcia.
  • Módulo IVDireito Penal e Direito Processual Penal

    - Comentários ao código de processos penal e suas jurisprudência - Douglas Fischer e Eugênio Pacelli

Obs: A aquisição das referidas obras é recomendável, à medida em que forem sendo utilizadas nos nossos estudos, a quais são reputadas como essências para a preparação no concurso de procurador da República.

Atenção

O planejamento será elaborado, sempre, a partir das obras mais recentes, na data de lançamento dos módulos.

Previsão de início:

21 de janeiro de 2019

(término do acesso aos serviços do curso (após 16 meses) 21 de maio de 2020).
As estimativas mais razoáveis indicam que só teremos novas provas para o concurso do Ministério Publico Federal a partir de 2021.
Use bem todo esse período para se preparar para o concurso dos seus sonhos.
Essa é a hora!
O preço, no mercado, de um acompanhamento nesses termos é de, no mínimo, R$7.200, por 12 meses (O equivalente a R$ 600,00, por mês de acompanhamento).
Quero virar esse jogo a seu favor!

Quanto vale o seu sonho?
Tenho certeza que bem menos do que essa oportunidade, carinhosamente, criada para você.

Garanto a sua satisfação...
Confio tanto no meu método que, caso você, por qualquer motivo, no prazo de 30 dias da contratação, mude de ideia e não deseje mais participar do curso, com um simples e-mail, será integralmente reembolsado. É só pedir e assim o farei, não vai me importar o motivo.
Mais uma garantia...
Caso você demonstre que executou, corretamente, todo o passo a passo, e não conseguiu melhorar, consideravelmente, o seu desempenho (esse julgamento ficará a teu critério), de modo a mudar a sua história no concurso público para procurador da República, até 30 dias após o término do curso, devolverei o valor do curso, corrigido, tal qual estivesse investido na caderneta de poupança.

Garanta a sua vaga imediatamente
Infelizmente, em nome da qualidade do curso, não poderei atender todos os interessados. As vagas são limitadas e podem acabar já nas próximas horas. Tenho sido bastante cuidadoso com a qualidade dos serviços que venho prestando. Não abrirei, em nenhuma hipótese, vagas excedentes.

Mais uma vez peço a sua atenção: Não tenho, também, como garantir que serão lançadas outras turmas antes do próximo concurso do Ministério Público Federal, nessas condições.

O convite está feito...
Agora é com você! Deixa eu te treinar! Deixa eu te levar para outro nível! Deixa eu mudar, também, a sua história. O meu melhor lhe estará totalmente disponível. Juntos, podemos poderemos formar uma poderosa dupla e escrevermos, também, a sua história de superação.

Agora, você tem três opções:
1 - adiar ainda mais o seu sonho e, simplesmente, ignorar essa oportunidade
2 - continuar a trilhar pelo mesmo caminho que vinha trilhando e tentar, sozinho, encontrar o caminho que te levará à aprovação. É possível você, também, conseguir a aprovação caminhando sozinho, a partir de erros e acertos, mas isso poderá te custar caro demais. O seu tempo é um bem muito precioso. Se eu tivesse acesso ao que só aprendi com meus erros, desde 2011, não teria realizado o meu sonho da aprovação apenas em 2015, ou seja, 4 anos depois.
3 - clicar nesse botão abaixo (comprar), abraçar de vez essa chance e deixar eu te guiar por um caminho bem seguro, que te poupará muito tempo e de grandes desgastes emocionais e te levará até o seu grande objetivo, a aprovação no concurso de procurador da República.

No entanto, advirto que a pior coisa que pode te acontecer é ficar na indecisão.
O “sim” funciona e o “não” também funciona. Porém, a indecisão te condenará à estagnação.

Vamos juntos, confia em mim...
Você pode agora estar pensando que, talvez, esse curso não seja para você, pois você não tem tanto tempo disponível, e mais, você pode não se achar tão capaz. Na verdade, hoje, ninguém tem tempo livre. É tudo muito corrido. Tempo é questão de prioridade. Por outro lado, confesso que, também, pensava assim, mas foi quando eu tinha menos tempo e quando eu mais duvidava da minha capacidade, já tão abalada diante de varias reprovações, que comecei a utilizar esse método e passei enxergar, claramente, que tempo e capacidade nunca me faltaram, o que faltava era estratégia, técnica, conhecer bem o caminho das pedras.
Se você estiver comprometido, verdadeiramente, com os seus 50%, eu te garanto que com os meus 50%, formaremos uma dupla de sucesso!
Como mais um incentivo para que venha trilhar esse caminho comigo...

Vou te dar mais uma garantia:


Se você decidir iniciar e, em até 90 dias, continuar se achando incapaz, sem tempo, me comprometo a conversar pessoalmente com você. Tentarei esclarecer todas as suas dúvidas e prosseguiremos, por mais 90 dias. Se ainda assim continuar achando que não dá, terás mais uma oportunidade de pedir o reembolso integral do seu investimento.

O risco é todo meu.
Dê-se a chance de trilhar um caminho novo, seguro, que pode mudar definitivamente a sua sorte.
Vem comigo!!!

Depoimentos